shoyna-sand-buried-46

Vila de Shoyna: Um lugar coberto de areia

Shoyna é uma pequena vila de pescadores localizada na Península de Kanin no norte da Rússia. Situada à beira do círculo ártico, os habitantes desta aldeia costeira tem de suportar não só o frio, mas a enorme quantidade de areia que se estende por dezenas de quilômetros ao longo da costa do Mar Branco.

As dunas continuamente migram para cima e para baixo da costa pela ação do vento de oeste, e pode enterrar casas até o telhado em uma única noite. Residentes tomam precauções para não fechar a porta à noite, pois, pela manhã, talvez não abram. A vila tem uma escavadora que está frequentemente em ação, escavando casas.

A vila foi colonizada em 1930 pela famílias de pescadores por causa da abundância de peixes e vida marinha nas águas. Na década de 1950, cresceu muito o grande assentamento com 1.500 moradores. Juntos, eles possuíam mais de setenta navios. Mas arrastos imprudentes ao longo das décadas dizimaram a população de peixes e, eventualmente, a pesca entrou em colapso. Hoje, apenas três centenas de pessoas vivem em Shoyna apoiadas principalmente por subsídios de desemprego e pensões. Algumas ganham a vida com a caça. Há grande número de gansos na região.

Mais de metade da aldeia está agora enterrada sob dunas de areia depositadas pelo vento. Pensa-se que os danos e destruição do fundo do mar lançaram a areia.

A aldeia não está ligada por estradas nem ferrovias. Para entrar e sair é preciso utilizar barco ou transporte aéreo. Há um aeroporto civil que consiste em um 650 metros de pista de terra.

 

shoyna-sand-buried-12 shoyna-sand-buried-22 shoyna-sand-buried-32 shoyna-sand-buried-63 shoyna-sand-buried-73 shoyna-sand-buried-83

2004 г. @ Алексей Голубцов
2004 г. @ Алексей Голубцов
2004 г. @ Алексей Голубцов
2004 г. @ Алексей Голубцов

shoyna-sand-buried-113 shoyna-sand-buried-123 shoyna-sand-buried-133 shoyna-sand-buried-143 shoyna-sand-buried-153